Elaine Melo – Jovem Escritora – Brasil

 

Elaine Melo

amazon

Elaine Melo

 

 

“Sim, acredito que todos nós temos capacidade para fazer o que quisemos, vai depender da vontade e dedicação de cada pessoa”

 

“…a escritora tem o dever de cativar, alertar e alimentar o intelecto e a imaginação do leitor, assim como outras profissões também temos certos deveres com o leitor…”

 

“Se você tem talento um dom, tem que exerce-lo, deixar um projeto na gaveta é como esquecer de si próprio, o que tiver que ser será”

 

Abrir caminho e criar um caminho de sucesso exige esforço e dedicação. Nosso talento deve sempre ser acompanhado de treinamento para poder aperfeiçoá-lo.

Hoje, nossa convidada nos mostra como está alcançando seus sonhos quando é muito jovem.

É uma honra apresentar Elaine Melo, uma jovem escritora do Brasil, que nos deu uma super entrevista e a conhecemos agora.

 

 

1.-  Elaine , bem vinda, estamos muito felizes em ter você aqui conosco. Vamos começar por você, seus hobbies e tudo aquilo que te faça sorrir e te dê alegria.

O que mais gosto de fazer é ler, adoro me aventurar pelos livros, gosto de escrever, algumas coisas guardo só para mim, como o curso de direito exige muito de mim, sempre que tenho oportunidade eu viajo, isso me deixa mais tranquila, é uma terapia que eu faço sempre que posso, principalmente quando viajo para lugares isolados, fico sem o celular, fico um tempo comigo mesmas é uma das coisas que me trás de volta a vida. 

 

2.- O que você mais gosta no seu país ,Brasil, seu povo, cidades , costumes?

É difícil escolher o que mais gosto no meu país, porque a varias coisas que me cativam, sua imensidão e diversidade são coisas realmente apaixonantes, mas o meu amor pelo meu estado, o Maranhão é imensurável, os costumes, o centro histórico de São Luís- Ma, as comidas típicas. Mas nada ultrapassa as festividades juninas que começa a ocorrer nos dias 24, para mim, que acompanho desde pequena é um das festas mais bonitas do País, sempre que tenho oportunidade participo dos grupos de dança, que é um show cultural riquíssimo.

 

3.- Jovem Escritora. ¿Quando você decide dedicar sua vida a ser  escritora? Você decidiu desde tenra idade ou houve algo que fez você  tomar essa decisão?

Desde a infância tive oportunidade de escrever, por meio de concursos literários escolares que buscava incentivar os alunos, tanto na leitura como na escrita, mas eu sempre estava envolta para a leitura, era uma leitora voraz nos primeiros anos, tinha uma habilidade de ler livros de forma muito rápida, sem afetar minha compreensão sobre o texto, e as outras pessoas se impressionavam, porque era a única com essa aptidão, depois de um certo tempo, senti necessidade de demonstrar o que sentia, e o que pensava por meio da escrita, no começo era apenas para mim, com o intuito de seguir meus ícones literários resolvi publicar, mesmo sabendo que era uma profissão difícil de se concretizar, eu arrisquei porque almejava ela de forma plena.  

 

4.- ¿Você concorda com a afirmação “O escritor já nasceu , mas você precisa praticar e aprender a técnica para alcançar seu público”?

Concordo todos nós nascemos com a alma poética, com aptidão, basta à paixão e o comprometimento, e isso envolve qualquer profissão, também acho que o ambiente alimenta isso, se o homo literatus vive em um ambiente que alimenta a cultura e valoriza a literatura, com certeza ele vai ampliar e potencializar isso com o tempo. 

 

5.- O que Elaine sente ao fazer o que mais ama?

Eu me sinto completa, a escrita me acalma, é um refugio para mim. É o que sou no momento, se eu mudar algum momento na minha vida, esse momento está gravado em minha trajetória de vida, vai compor o que sou.

 

6.- Você é autora de A Bruxa, a Alcatela e o Guerreiro , de A Mandrágora e The Witch. ¿Você já definiu os gêneros que adorava escrever? ¿Cómo você sente o processo e a maturidade do escritor Elaine?

Ficção e Fantasia voltadas para o publico infanto-juvenil é o que mais eu me envolvo neste momento, e é um gênero literário ao qual eu me sinto segura, a cada livro, uma nova experiência é vivida, o aprendizado que eu tive no livro anterior eu trago para o segundo e com isso eu consigo desenvolver um processo criativo mais amplo,  eu escuto a opinião dos meus leitores para mim é sempre bom ouvir a opinião deles, além de outros profissionais da área.

 

 7.- Elaine, qual você crê que seja a principal qualidade de um escritor? ¿Você crê que todos podemos ser escritores?

Sim, acredito que todos nós temos capacidade para fazer o que quisemos, vai depender da vontade e dedicação de cada pessoa, acho que vai ter pessoas com mais facilidade de desenvolver certos trabalhos, mas vai depender mesmo é do interesse.

 

8.- Qual é a marca (selo pessoal, estilo) da Elaine  como jovem escritor , comunicadora e como ser humano?

Minha marca está findada no Surrealismo, com o selo da personalidade nordestina originária da minha região.  A Simplicidade.

 

 

9.- Que outros gêneros você gostaria de escrever mais tarde?

Eu curso Direito atualmente, futuramente vou querer unir esse curso com o meu trabalho atual para desenvolver livros dessa área. Jurídicos.

 

10.- Elaine sente que tem uma tarefa pendente como escritora?

Sim, a escritora tem o dever de cativar, alertar e alimentar o intelecto e a imaginação do leitor, assim como outras profissões também temos certos deveres com o leitor, quem ler deve encontrar no livro não apenas um refugio, mas uma porta para um novo mundo, um estalar de novos aprendizados, é uma missão do escritor, resgatar e continuar cultivando a comunicação, o pensamento critico, a imaginação, entre seus leitores.

 

11.- Para um escritor ,toda criação literária é un filho , no entanto, sempre temos uma obra que nos dá maior satisfação. Quais dos seus escritos você considera ter uma recepção inesperada e com críticas muito positivas?

Bruxa, a Alcateia e o Guerreiro foi uma das obras que mais ganhei visibilidade fora do país, mas o meu primeiro livro, ao qual eu chamo de primogênito, não se exime perante o segundo, porque foi ele que abriu as portas para mim, e a partir fui notada no meio literário da minha região.

 

12.- Elaine sabe que todos os dias como jovem escritora você está se tomando uma líder influente e de opinião , porque sua experiência é capturada por muitas pessoas , não apenas no Brasil , mas em outras partes do mundo? Como Elaine assume essa responsabilidade?

Eu não esperava certa visibilidade, e não era de meu interesse ser formadora de opinião, ou representa certa imagem de grupo tal, mas depois do meu primeiro livro lançado, eu comecei a tomar certo cuidado com o que eu falava, principalmente em publico, em redes sociais, tenho noção que posso influenciar alguma coisa, e não quero machucar o sentimento ou direito do outro, então se não sei de algo, me recolho, prefiro não me posicionar, as vezes o que é bom para mim, não é bom para o outro, e gosto de respeitar essa liberdade.

 

13.- Como você gosta de interagir com seus seguidores? Qual é sua rede social favorita?

Sou muito adepta do Instagram, é uma rede social funcional, se for bem usada.

 

14.- Você pensa que existe abuso no uso das redes sociais pelos profissionais e pelos usuários? O que você acha que deve ser considerado ilegal ou que não deve ser permitido na rede?

Tudo em excesso faz mal, e diminui a qualidade de vida do usuário, eu acho que a gente deve se policiar sobre o assunto, para que isso não se torne uma dependência eletrônica demasiada.

 

15.- As redes sociais como Instagram e TikTok crescem dia a dia, redes sociais jovens. A que atribui esse êxito?

A necessidade de mostrar nossas vidas, às vezes até de forma fantasiosa, é um dos grandes fatores para o alto crescimento dessas redes, e isso se torna um vicio. Paramos de viver o real, para está alimentando o “ eu virtual “ , mas é claro que também tem gente que usa de forma benéfica para a promoção de seus trabalhos.

 

16.- Qual é a sua opinião sobre cada vez mais, milhares de jovens terem no Youtube uma forma de mostrarem seu talento?

Acho ótimo, temos que utilizar o meio virtual de forma benéfica, e eles esta ai para isso, para facilitar nossa vida, nossa comunicação, mostrar o nosso trabalho nos dias de hoje, não é do mesmo jeito que fazíamos há 20 anos, agora é de forma muito mais ampla, e de ser por isso que as redes sociais cativam tanto as pessoas pela facilidade de comunicação, e pelas possibilidades que elas oferecem.

 

17.- Como você vê a situação da mulher no mundo, onde cada vez mais ocupam cargos mais altos em empresas e governos em todo o mundo

Vejo que atualmente as mulheres ocupam a cada dia mais e mais cargos de liderança, e varias pesquisas apontam isso, houve um alto crescimento delas como empreendedoras, e isso é ótimo, a independência de nós mulheres, e é primordial para o alcance da consolidação da igualdade de gênero. 

 

18.- As diferenças sociais e econômicas (no mercado de trabalho) entre homens e mulheres no Brasil diminuíram?

Não posso dizer, que não houve mudanças, mas as discrepâncias entre o homem e a mulher no mercado de trabalho no Brasil ainda é muito grande, vejo até um certo retrocesso de direitos já conquistados, houve um grande avanço, mas ainda falta muita para haver realmente uma consolidação de igualdade, é algo diário a se alimentado, aos poucos acredito que o preconceito e esse abismo vão diminuindo.   

 

19.- O que te motiva e pelo que se sente grata todos os dias?

A vida me motiva, é um milagre o que estamos vivendo aqui, a vida é uma coisa surpreendente, acho que temos que agradecer a Deus, aprender e evoluir todos os dias, inércia jamais!

 

 

20.- Você tem uma frase ou lema que pratique todos os dias?

O ontem é história, o amanhã é um mistério, mas o hoje é uma dádiva. É por isso que se chama presente.

 

21.- A quem você admira Elaine?

Edgar Allan Poe.

 

22.- O que diria aos jovens que são muito talentosos, porém que não têm coragem de dar o próximo passo?

Se você tem talento um dom, tem que exerce-lo, deixar um projeto na gaveta é como esquecer de si próprio, o que tiver que ser será. A vida vai ti impulsionar, você tem que ver o caminho certo a seguir, dizer não pra ela é fechar as portas para as oportunidades.

 

23.- O que diria aos pais que não apoiam o talento e vocação de seus filhos?

Queridos Pais, seus filhos são a herança que o universo lhes proporciona, negá-los é negar a vida, dê apoio aos seus filhos, aos seus dons, talentos e vontades, e mesmo quando eles tiverem dificuldades e o mundo desacreditá-los, sejam esse aval de estrutura para eles, sejam apoio. Os ajudem e sejam Pais hoje, para que amanha eles sejam realmente filhos, pois o cultivo de uma boa relação hoje, é a colheita dos frutos de amanha. 

 

24.- Por último, uma saudação aos seus seguidores no Brasil, USA,no continente inteiro e Espanha.

Eu só tenho a agradecer as pessoas que me seguem, e estão comigo desde o começo, vocês são maravilhosos, e eu agradeço as oportunidades, o apoio, as criticas, as opiniões positivas, e pretendo que a nossa rede de comunicação continue fluindo e crescendo por muito tempo.

 

 

*** Muito obrigado Elaine por uma ótima entrevista, sua juventude e experiência alcançarão muitos jovens que desejam escrever, publicar e obter o reconhecimento que você tem hoje e continuarão a crescer para sempre.

 

 

 

 

 

 

Entrevista realizada por Jaime William Mostacero Baca a Elaine Melo – Brasil
Contacto realizado vía : Correo electrónico – Facebook
Entrevista autorizada por escrito vía intercambio de correo electrónico :Elaine Melo – Perumira – Jaime William
Derechos Reservados a nombre de Elaine Melo – Perumira – Jaime William

Website | + posts

Nuestro objetivo es convertirnos en la Revista de Educación Digital referente de Perú para el mundo.
Nuestras entrevistas a jóvenes profesionales y talentos de todos los rincones del planeta , temas de tecnología, apps, cursos gratis, idiomas y marketing, así como informes propios de nuestro país nos convierten en el portal educativo online mas completo de ésta parte del continente.

Tags: